Quarta-feira, 19 de Março de 2008

Múcio Sá

 

Concerto com Múcio Sá

.

 

 

 A Salva, conjuntamente com a Câmara Municipal de Cascais,

tem o prazer de convidá-lo para o concerto com Múcio Sá

(música original instrumental com influências de fado e flamenco)

a realizar-se no dia 21 de Março, sexta-feira, às 18:00,

no auditório do Centro Cultural de Cascais - O Gandarinha.

A entrada é livre.

 

O local situa-se em:

Av. Rei Umberto II de Itália, Cascais.

Edifício inserido no "triângulo" da Fortaleza da Cidadela e

da Igreja Paroquial de Cascais -

- tem a rotunda a dividir estes dois edifícios.

O Centro Cultural de Cascais é um edifício de fundação setecentista,

um antigo convento, as suas fachadas geminadas triangulares

de cor rosa chamam a atenção até pela entrada

com a porta em vidro e em arco.

 

Apareça.

 

publicado por salvamedtrad às 17:49

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Março de 2008

Alquimia

 

A Alquimia das Emoções

 

 

 A vida é um Forno Alquímico onde transmutações são possíveis e onde a matéria se liga ao Espírito.

Para se viver bem há que ter a capacidade de fazer com que o amanhã seja diferente do dia de hoje e não um prolongamento do já vivido.

O segredo está em saber que a vida é um percurso que nos conduz a um objectivo previamente determinado.

Há três maneiras de estar na vida: a recordar o passado, a sonhar com o futuro ou aproveitando a verdadeira realidade que é o presente. Este presente também pode ser vivido de três formas: esperando que aconteça, vendo acontecer ou provocando o acontecimento.

Temos de assumir o papel de actores principais do nosso filme da vida, sem deixarmos que nos transformem em actores secundários, para passar a porta do colectivo para o pessoal consciencializando-nos de que somos entidades cósmicas, uma parte da Energia Divina com uma missão específica trabalhando através do plano manifestado concretizando “O Grande Projecto Global”.

A aceitação incondicional das imposições da vida atrasa-nos no caminho, servindo no entanto como estímulo para que o percurso se faça de forma consciente.

Nós escolhemos o caminho que necessitamos percorrer para alcançar objectivos pessoais ou de grupo sem que nada nos tenha sido imposto. Através do livre arbítrio introduzimos novos dados ou alteramos o percurso sem nunca modificar o objectivo, para no final sermos examinados pelos Mestres.

Os dois sentidos do caminho são: a expansão e a concentração.

A expansão é global, o branco que nada define mas tudo engloba. A concentração é pessoal, o preto onde tudo se concentra e se une num todo. Os dois são o pulsar do Universo, onde o Bem e o Mal não existem, pois as acções são causas que têm como objectivo provocar um efeito.

A lei do retorno diz-nos que toda a acção gera reacções que retornam à origem em triplicado. Esta lei rege o erro que não passa de uma má opção do livre-arbítrio.

As condições que nos permitem realizar o nosso percurso, que é interior, estão à nossa disposição. Esse percurso é composto por três ciclos regidos por Saturno, com uma duração de 28 anos cada: no 1º aprendemos, no 2º construímos, no 3º realizamos.

 

“Somos uma partícula de Energia Divina que, se trabalhar correctamente os quatro Elementos do Mundo Manifestado, regressará à Origem.”

 

Cada um destes períodos é dividido em quatro ciclos menores com uma duração de sete anos cujo trabalho incide sobre os Quatro Elementos. No primeiro, trabalhamos sobre a Terra e iniciamos a formação. No segundo, trabalhando sobre a Água, faz-se a expansão. No terceiro, trabalhando sobre o Fogo, desperta-se a emoção. No quarto, trabalhando o Ar, consegue-se a projecção.

Ao repetir-se o trabalho em cada ciclo de Saturno, completa-se a Obra de Purificação dos Quatro Elementos preparando-nos para o grande casamento Alquímico, a fusão dos três princípios: o Sal, o Enxofre e o Mercúrio filosóficos ou a Razão, a Expressão e a Emoção, os três princípios que regem a vida nesta dimensão, ficando assim a Obra completa dando a possibilidade de passar a grande Porta do Mundo para nos libertarmos da aparente Lei da Morte.

 

 Bibliografia: "Alquimia Vegetal" - José Medeiros - Editora Pergaminho.

 

tags:
publicado por salvamedtrad às 14:00

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Múcio Sá

. Alquimia

. MEDITAÇÃO: Apelo ao despe...

. Symphony of Peace Prayers

. Actividades dos Sócios da...

. Feng Shui

. Dietas

. NOTÍCIAS

. Contos da Keiko

. Entrevistas SALVA

. Reviver a Tradição

. YAKUZEN

. História da Salva

. Apresentação.

.arquivos

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds